sexta-feira, 29 de maio de 2015

DIRETO DE BRASÍLIA

XVIII Marcha dos Prefeitos em Defesa dos Municípios terminou nesta quinta em Brasília
Nos quatro dias de debates, os prefeitos receberam deputados federais e senadores para debaterem o Pacto Federativo, deveres e partilha de recursos entre União, estados e municípios.


Com uma palestra sobre a força do poder legislativo no movimento municipalista, a participação de ministros e a leitura da "Carta da Marcha" terminou nesta quinta-feira, dia 28, a XVIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que teve início na segunda-feira, dia 25, com a participação de mais de 6 mil gestores. Do estado do Piauí, cerca de 200 participantes estiveram presentes, entre prefeitos, vereadores, secretários e assessores.


Dentre os prefeitos piauienses presente estava Bernildo Val, do município de Buriti dos Lopes acompanhado por seu vice-prefeito Bruno Pieca, presidente da Câmara Municipal Sancho Escórcio, vereadores Odemil Val e Bené Ibiapina, chefe de gabinete Jota Pereira e o diretor de comunicação Frank Cardoso.

Nos quatro dias de debates, os prefeitos receberam deputados federais e senadores para debaterem o Pacto Federativo, deveres e partilha de recursos entre União, estados e municípios.


Dentre os representantes do Piauí, apenas os deputados federais Júlio César e Iracema Portella compareceram à plenária. O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, ocupou parte de seu tempo tratando de Reforma Política.


Mesmo assim, destacou aspectos como a criação de contribuições em vez de impostos por parte do governo federal, para não dividir com os municípios. A proposta de emenda constitucional que obriga o governo a transferir os recursos junto com as obrigações e programas que cria.

"Prometo que votaremos tudo que chegar à nossa casa, principalmente projetos que beneficiem os municípios", enfatizou. Já o presidente do Senado, Renan Calheiros, destacou principalmente a concentração de poder no governo federal.


Para o prefeito Bernildo Val é preciso uma mudança no tratamento urgente. “Os municípios não suportam mais esse tratamento desigual", afirmou. O prefeito avaliou como positivo os discursos os presidentes. "Esperamos que não fique apenas no discurso, mas sim que seja feito algo para salvar os municípios e viemos aqui para cobrar isso", disse.

Fonte: ASCOM / PMBL

Um comentário:

FRANCISCO DAS CHAGAS VAL FILHO VAL disse...

J. PEREIRA EM BRASILIA, GOSTEI DESSA NEGÃO ! PRA QUEM ANDAVA CORRENDO ATRÁS DA HILLUX PRA PULAR NA CARROCERIA, DEU UM GRANDE SALTO. PRÓXIMA ELEIÇÃO, VAMOS ELEGER O NEGÃO !!!